• 25 de janeiro de 2022
  • Nova Roma do Sul

Populares reclamam por falta de cuidados em um dos principais pontos turísticos de Flores da Cunha

O Mirante Gelain, localizado na Linha 40, no Travessão Alfredo Chaves, em Flores da Cunha, um lugar que encanta os olhos de quem visita o local, podendo avistar até mesmo a Cascata Bordin, tendo em vista que o Mirante está a 650 metros do nível do mar e 420 metros do nível do Rio das Antas.  O lugar se destaca pelos esportes de aventura como: trekking, escalada, rapel e eventos esporádicos. Porém, a população encontra-se descontentes com a falta de cuidados no local, relatando que um dos maiores pontos turísticos da cidade está, de certa forma, abandonado pela Administração Municipal.

Conforme reclamações de pessoas que frequentaram o Mirante recentemente, a grama está demasiadamente alta em frente ao bar, sendo que há diversos galhos de árvores jogados na cerca de proteção, paletes de madeira no local, danos nas lixeiras, além de reclamações por conta do bar, que há no local, não estar atendendo. Com base nessas circunstâncias, os visitantes estão insatisfeitos, o que acaba prejudicando a fama do conhecido ponto turístico.

De acordo com prefeito de Flores da Cunha, e também responsável pela pasta de Turismo, César Ulian, o Mirante já se encontrava nestas condições quando a administração atual assumiu o Executivo. O prefeito explica que devido a pandemia, juntamente com os próprios protocólos estaduais, havia uma restrição e os estabelecimentos turísticos estavam fechados. “Devido a grande demanda que nós tínhamos em muitos serviços, não conseguimos fazer ações neste ponto, pois não sabíamos nem se ele poderia ser aberto durante o ano” destacou Ulian.

Segundo o prefeito, tendo em vista a importância do local para o turismo, está tramitando na Câmara de Vereadores, por parte do Executivo, um Projeto de Lei para uma solicitação de autorização que visa melhorias do Mirante Gelain. “Acredito que na próxima segunda-feira (6) será votado, e assim que aprovado, vamos estar emitindo o edital que prevê um investimento mínimo de R$ 200 mil em bem feitorias para o local, que vai ser um dec; reformas do bar, que vai ser uma estrutura mínima para poder atender a população e turistas. Este investimento está previsto para no máximo os primeiros seis meses de concessão. Então acreditamos que em breve estaremos ofertando um local em condições para a população e para os turistas“, destacou Ulian.

Facebook Comentarios

Artigos relacionados