• 2 de dezembro de 2021
  • Nova Roma do Sul

Pagamentos via NFC registram crescimento de 300% no Brasil

O setor financeiro está constantemente mudando no Brasil e ao redor do mundo, adicionando novas possibilidades e facilitando a vida dos usuários. O Pix é uma dessas novas possibilidades que já movimentou R$ 4 trilhões até o momento, mas o NFC também é uma das tecnologias em expansão por aqui: no último trimestre, o pagamento por aproximação subiu mais de 300% em relação ao mesmo período do último ano.

De acordo com informações da Associação Brasileira de Cartões de Crédito e Serviços (ABECS), o cartão de crédito foi a opção mais usada para fazer pagamentos em NFC, com R$ 32,1 bilhões gastos durante o período. Já o cartão de débito ficou em segundo lugar com R$ 16,9 bilhões, enquanto o cartão pré-pago ficou em terceiro e registrou R$ 8,5 bilhões.

O relatório foi revelado na última terça-feira (16) pela ABECS

Aumento do NFC e cartões

No total, foram R$ 100,5 bilhões gastos com pagamentos NFC, uma alta de 387,8% — e olha que em 2020 o crescimento já era de 622% em comparação com o mesmo período de 2019.

Além disso, a ABECS também revelou que pagamentos em cartões de crédito, débito e pré-pagos cresceram 35,8% no terceiro trimestre — só em transações por aplicativos e pela internet, o aumento foi de 16,2%.

Entre julho e setembro, foram registradas mais de 8,2 bilhões de transações realizadas com cartões de crédito, ou seja, uma média de 63 mil por minuto. O valor transacionado nesses meios chegou a R$ 401,7 bilhões.

Facebook Comentarios

Artigos relacionados