• 2 de dezembro de 2021
  • Nova Roma do Sul

Inter vence o Athletico-PR de virada para o brasileirão

Com dois gols de Edenilson, o Inter virou para cima do Athletico Paranaense, venceu por 2 a 1, e entrou no G6 na noite do sábado (13), no estádio Beira-Rio, pela 32ª rodada do Brasileirão. Agora, o Colorado “seca” o Corinthians, que enfrenta o Cuiabá mais tarde, para permanecer na zona de classificação da Libertadores.

O resultado foi fundamental na luta colorada também por uma vaga direta na competição continental. A equipe é a 6ª, com 47 pontos, distante dois, do Fortaleza, e cinco, do Red Bull Bragantino. Na próxima rodada, a equipe do técnico Diego Aguirre encara o Cuiabá, na Arena Pantanal, na quarta-feira, às 19h.

Craque da partida, Edenilson se apresenta ao comandante Tite para o duelo contra a Argentina e deve retornar antes da próxima rodada.

Jogo elétrico

O jogo foi bom no estádio Beira-Rio. Nos primeiros minutos, o Athletico controlou mais a posse de bola, trocou passes, mas esbarrou na competência defensiva colorada. Aos 7, Terans arriscou de longe e levou perigo para o goleiro Lomba. Com boas triangulações no meio, o Inter criou uma chance de perigo aos 28 minutos. Palacios encontrou bom passe para Patrick, que finalizou na rede pelo lado de fora.

Na resposta, o Furacão perdeu uma oportunidade incrível. A zaga colorada errou a linha de impedimento e Renato Kayzer isolou cara a cara com o arqueiro colorado. Essas chances acenderam o jogo. Aí, o placar se movimentou. Aos 36, Terans fez enorme jogada invididual, passou bem pela marcação e deslocou Lomba para abrir o marcador. Mas os colorados não tiveram muito tempo para lamentar. Palacios, de interessante partida, deu assitência para Edenilson chutar e igualar o score aos 39.

O volante Lindoso sentiu problemas musculares e precisou ser substituído por Johnny. Ainda deu tempo de Leo Citaddini desperdiçar uma boa chance em cruzamento de Marcinho. Placar igual e jogo movimentado no Gigante. O técnico Diego Aguirre não promoveu trocas de peças, mas pediu uma mudança de postura no vestiário. O Colorado subiu suas linhas de marcação e passou a pressionar a saída de bola dos visitantes.

Logo aos 5 minutos, a pressão quase rendeu bons frutos. Palacios finalizou colocado a direita do gol de Santos. Aos 12, o comandante uruguaio colocou o meia Mauricio na vaga do centroavante Matheus Cadorini. Palacios começou a ser um falso atacante.

O Furacão assustou aos 13 minutos. Após cobrança de escanteio, Nico Hernández soltou uma bomba de fora da área e quase marcou. Ainda na sequência, o assistente foi quem salvou a pele colorada. Pedro Rocha foi derrubado dentro da área, o juiz marcou o pênalti, mas a jogada foi invalidada por impedimento. E depois do susto, veio a consagração. Johnny recuperou a bola, que chegou até Edenilson. Em toque por cima, o meia virou a partida para o Colorado aos 19.

Em vantagem, o Inter recuou para garantir o resultado e teve sucesso. Heitor e Mercado entraram nas vagas de Saravia e Palacios, que fez novamente uma boa partida atuando como meia central. O Furacão até fez trocas ofensivas, para tentar assustar, mas o time colorado soube administrar bem o resultado e segue na luta por uma vaga direta na Libertadores 2022.

*Com informações do Correio do Povo

Facebook Comentarios

Artigos relacionados