As ONGs Proteção Animal Caxias (PAC) e a Sociedade Amiga dos Animais (Soama) informaram na sexta-feira, dia 26, que os equinos que foram encontrados na ação do Ministério Público que desarticulou um esquema clandestino de venda de carne de cavalo, já estão em Caxias do Sul. Num primeiro momento os animais foram levadas para Hulha Negra, a cerca de 500 quilômetros de Caxias, onde seriam sacrificados. Mas após recursos das entidades a 4ª Vara Criminal de Caxias do Sul concedeu a guarda dos animais.

Quatro éguas, um cavalo e uma jumenta foram atendidos pelos médicos da Clínica de Grandes Animais da Universidade de Caxias do Sul (UCS). Pela primeira avaliação os animais foram encontrados abaixo do estado corpóreo, e com saúde debilitada. Foi colhido exames de sangue para verificar morno e outras possíveis doenças. Eles se encontram isolados dos demais equinos por segurança até que o resultado dos exames cheguem. Após a recuperação eles vão ser encaminhados para os doadores já selecionados pelas ONGs.