• 20 de outubro de 2021
  • Nova Roma do Sul

Confira como foi a passagem de Bolsonaro no Rio Grande do Sul

O presidente Jair Bolsonaro cumpriu agenda nesta sexta-feira (09) e sábado (10) no Rio Grande do Sul. Vamos relembrar de como foi essa visita ao Estado.

Chegada a Caxias do Sul – 13h30min

O avião presidencial aterrizou por volta de 13h35min no aeroporto de Caxias do Sul. Às 13h45min, o presidente saiu do local com a escolta policial com o corpo para fora do veículo saudando os apoiadores, seguindo para o evento na UCS.

 

 

 

1º Feira Brasileira do Grafeno – 14h30min

No bloco 70 da Universidade de Caxias do Sul por volta das 14h15min, os apoiadores do presidente começavam a se reunir no local, neste horário cerca de 300 pessoas aguardavam a entrada de Bolsonaro. Ele chegou e passou por outra entrada onde foi conhecer a planta da UCS Graphene e em seguida para a solenidade de abertura da Feira.

 

 

 

Solenidade de abertura da Feira , “..meu couro é grosso”, disse Bolsonaro. – 15h30min

O presidente celebrou a abertura da Feira do Grafeno e ainda falou sobre as reservas que temos de grafite no país, “Temos por volta de um terço das reservas de grafite, ou grafita, em vários estados. Temos aproximadamente 97% do nióbio, que, casado com o grafeno, vão realmente revolucionar o destino da humanidade”, destacou.

Ele ainda comentou sobre as eleições de 2022 “..quanto às pressões que eu enfrento, fiquem tranquilos, meu couro é grosso”. Bolsonaro voltou a falar sobre a possibilidade de implementação do voto impresso no pleito, “O que eu mais quero são eleições limpas, para que nós possamos, sim, garantir a vontade popular”, disse.

 

Saída da UCS, centenas de apoiadores o aguardavam do lado de fora – 16h24min

Após o encerramento da cerimônia, o presidente apareceu brevemente para encontrar seus apoiadores do lado de fora do pavilhão. Ele fez algumas fotos e conversou com algumas pessoas que estavam no local. Os populares estavam trajados com roupas amarelas e verde, camisetas e bandeiras do Brasil e até mesmo cartazes em apoio as eleições de 2022 favoravéis ao presidente. Em seguida ele voou até Bento Gonçalves para jantar com lideranças do município na vínicola Miolo.

 

 

Chegada a Bento Gonçalves – 17h45min

No local ele era aguardado por apoiadores, em uma área reservada, da vinícola. Na principal rodovia de Bento, BR-470, logo na entrada da cidade haviam apoiadores desde cedo, com bandeiras e um guindaste com uma bandeira do Brasil, aguardando a comitiva presidencial passar pelo acesso ao Vale dos Vinhedos. O presidente Bolsonaro chegou a sede da vinícola por volta das 18h.

 

 

Jantar com lideranças em Bento Gonçalves 

Jair Bolsonaro ouviu as reinvidicações das autoridades e participou de homenagens.

Na oportunidade o presidente da Uvibra e ministro assinaram um protocolo de apoio para abertura de mercado exterior ao vinho brasileiro. O documento foi assinado junto a Onyx Lorenzoni, da Secretaria-Geral, ministro de Relações Exteriores, Carlos França, e do presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Augusto Pestana e o presidente da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), Deunir Argenta.

Foi destinada ao presidente ainda no encontro, uma carta assinada pelas entidades e empresários do setor vitivinícolo que propõe apoio ao  projeto que estabelece a Zona Franca da Uva e do Vinho, o mesmo que tramita hoje na Câmara dos Deputados. O plano prevê a criação de um regulamento tributário especial, voltado a sucos e vinhos brasileiros.

O presidente saiu da vinícola por volta de 20h30min para pernoitar no quartel do 6º Batalhão de Comunicações de Bento Gonçalves. Por volta de 6h30min de sábado o presidente tomou café com os militares e às 7h55min e deixou a unidade militar rumo para Porto Alegre onde estava marcado para participar de uma motociata. Antes de sair ainda parou para cumprimentar apoiadores e as equipes que estavam trabalhando no local.

 

 

Sábado com motociata em Porto Alegre

A motociata ocorreu na região metropolitana de Porto Alegre, com apoiadores. O grupo saiu do estacionamento da sede da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs) por volta das 10h.

No meio do passeio, Bolsonaro parou sua moto, ficou em pé sobre ela e acenou para os apoiadores. Ele aproveitou que estava em transmissão ao vivo no Facebook e disse que tem um compromisso com a democracia.

“Não abriremos mão da nossa democracia, da nossa liberdade, dos nossos direitos, garantidos em nossa Constituição. Quem pensa o contrário, está no caminho errado”, disse o presidente aos espectadores do vídeo ao vivo. Após o ato, almoçou com autoridades da Capital e retornou a Brasília.

Facebook Comentarios

Artigos relacionados