• 28 de outubro de 2021
  • Nova Roma do Sul

Animais começam a chegar à Expointer a partir desta segunda (30)

A recepção e inspeção dos animais de argola (de exposição) participantes da 44ª Expointer começarão na próxima segunda-feira (30/8), a partir das 8h, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. Ao todo, a feira contará com 4.057 animais, sendo 2.825 de argola e 1.232 rústicos.

A secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti, estará presente na abertura do portão 8, onde ocorre o desembarque dos animais. “Este ato representará a concretização desta Expointer”, afirma Silvana.

Após a abertura do portão, os animais de argola poderão entrar no parque todos os dias, entre 8h e 22h, até 4 de setembro, primeiro dia da feira. Os animais de provas e os rústicos inscritos na Expointer poderão ingressar durante todo o período do evento. Os expositores e funcionários das cabanhas e fazendas que acompanharão os animais passarão por triagem feita por equipe de saúde e terão que apresentar o exame RT-PCR ou antígeno negativo ou não detectável para Covid-19 para acessarem o parque.

Todos os animais que participam da Expointer são inspecionados pelo Serviço Veterinário Oficial. Em torno de cem profissionais, entre veterinários, zootecnistas e técnicos agrícolas, estarão envolvidos na recepção sanitária, emissão de documentos e oficialização de julgamentos, entre outras tarefas.

“Quanto às exigências sanitárias, todos os animais devem estar acompanhados de Guia de Trânsito Animal (GTA) e demais documentos zoosanitários, como exames e atestados conforme a espécie e categoria animal, e devem estar na validade, além de portar atestado emitido por médico veterinário garantindo as boas condições sanitárias dos animais”, lembra o médico veterinário Paulo Coelho de Souza, chefe do Serviço de Exposições e Feiras da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

Segundo Souza, todos os animais devem apresentar o registro genealógico na entrada, não podem apresentar sintomatologia compatível com doenças infectocontagiosas ou parasitárias ou presença de ectoparasitas. Entre as recomendações previstas no Regulamento da Expointer 2021 estão:

• Somente poderão ingressar no recinto do evento animais inscritos, pelas respectivas associações, junto ao Serviço de Exposições e Feiras, depois de examinados e liberados pela equipe de médicos veterinários em serviço no desembarcadouro, designados pela Comissão de Defesa Sanitária Animal.

• Os resultados de testes diagnósticos, exames laboratoriais e atestados de vacinação para os animais participantes do evento não poderão ter seu prazo de validade expirado antes de 12 de setembro de 2021.

• Para animais susceptíveis à febre aftosa procedentes de outros estados será exigido o cumprimento da legislação federal pertinente (Instrução Normativa Mapa 48, de 14 de julho de 2020). Dos animais procedentes de outros países, será exigido o cumprimento da legislação federal pertinente.

• A documentação é específica e varia para bovinos e bubalinos, equídeos, ovinos e caprinos. No caso de galináceos, anatídeos (marrecos, patos, cisnes e gansos) e passeriformes (aves), por exemplo, somente são permitidos animais procedentes de áreas em que não haja registro de doença de NewCastle e Influenza Aviária nos últimos 3 anos.

Facebook Comentarios

Artigos relacionados